quarta-feira, 9 de março de 2011

Vick Muniz e seu Lixo Extraordinário.


Vik Muniz gosta de dizer que levou 17 anos para fazer sucesso da noite para o dia. Iniciou sua carreira nos anos 70, mudou-se para Nova York em 1983, mas foi em 1995 que ganhou reconhecimento. Naquele ano, conseguiu emplacar seu trabalho em duas galerias pequenas – ainda assim, numa delas, suas obras estavam tão escondidas que quase tocavam o chão.

Tratava-se da série Crianças de Açúcar, em que ele fotografou imagens de crianças formadas por... açúcar. Seu talento, embora escondido, não escapou aos olhos de Charles Haggan, crítico de artes do New York Times, Sua resenha no jornal americano foi o passaporte para aquisições das obras de Vik pelos museus nova-iorquinos Metropolitan Museum of Art e Guggenheim. O Museu de Arte Moderna (MoMA) logo o escalou para a exposição New Photography, a grande porta para o mundo nova-iorquino da fotografia. Após inúmeras obras e exposições mais tarde, ele é considerado, hoje, aos 50 anos, um dos artistas mais produtivos e valorizados de sua geração.

O fotógrafo e artista plástico Vik Muniz, conseguiu desenvolver uma técnica aproveitando materiais exóticos como, comida, lixo, jóias e sucatas, para criar algo totalmente inédito dentro do mundo da arte, sua imaginação e criatividade podem alcançar extremos jamais vistos.



Em 2010, lançou um documentário Lixo Extraordinário. O filme foi dirigido por Lucy Walker, Karen Harley e João Jardim e já levou diversos prêmios em 2010, em 2011 concorreu no Grammy entre os melhores documentários, Essa produção Brasil/Reino Unido teve a participação de Fernando Meirelles na produção executiva. Sua produção deu-se entre agosto de 2007 e maio de 2009 e mostra como vivem pessoas que tiram do lixo seu sustento e sua moradia.



algumas resenhas do filme:

"O filme emociona ao mostrar como aquelas pessoas
tiveram sua auto-estima recuperada com o processo do
trabalho de Vik".

"Lixo Extraordinário é o retrato de um Brasil desigual e excludente em que milhares vivem em estado nulo de dignidade humana".






































http://www.lixoextraordinario.net/filme-sinopse.php

2 comentários:

Joka disse...

Show alucinante !!!!

um amigo imaginário disse...

O homem é brilhante