segunda-feira, 12 de julho de 2010

O Brasil se aniquilou, a Argentina até que tentou, a Alemanha derrapou, a Holanda dançou e a Espanha levou.




A Copa da África do Sul se resumiu assim pra mim: alguém viu a seleç ão da França? ahhhh Merdê de Bidê, piscou perdeu, e a Itália que se afundou de tanto comer massa, mas nem por isso o Brasil tinha direito de vacilar geral, o excesso de confiança e a cabeça dura do treinador Dunga ajudaram a afundar a seleção Canarinho de vez. A Argentina de Maradona também não vingou, bateu um bolão em alguns jogos, mas tomou um chocolate de 4x0 da Alemanha, a Holanda ganhou o jogo contra o Brasil no grito dos Brasileiros esquentadinhos, que ainda não aprenderam que não adianta ter somente futebol no pé, tem que estar com o psicológico preparado, cabeça fria e mente sã, a Holanda tirou todos do sério muito rápido, eles ainda obtiveram a ajuda do cabeça de bagre do Felipe Mello, que marcou um golaço!!!!! só que contra, esse foi o primeiro e único gol dele em Copas do mundo provavelmente.
A saga da Holanda continuava, eles ganharam do Uruguai com uma mãozinha do bandeirinha, pois teve um gol em posição irregular que o bandeirinha mal posicionado não anulou, resultado final Holanda 3x2 no Uruguai de Diego Forlán, na final a Holanda dançou um tango gostoso nas mãos da seleção da Espanha, que colocou os caras na roda, assim a Holanda mais uma vez teve que se contentar com o vice, esse é o karma do vice, a Espanha vai ter que comprar o oráculo da copa, o Polvo que acertou todos os resultados até a final.
A Copa da África foi show, não foi aquela copa de alto nível, muito pelo contrário, sem Pelé, Romário, Ronaldo, não tem mais grandes matadores.
Tem muitos nomes e poucos gols, mas o que nos resta agora é esperar até 2014 e ver tudo isso bem de perto, mas espero da nossa seleção um desempenho digno de uma seleção e de seus salários milionários, ainda temos um nome a zelar, a da nossa e querida Seleção, temos fama mundo afora graças ao nosso futebol e ao rei Pelé, espero que na próxima copa a nossa seleção faça juz a camisa amarela, pois já está começando a ficar uma comédia essa coisa de seleção Brasileira, muita pose e pouca taça.
Já que o brasileiro nasce com o bola no pé, porque deixar os gringos aprender o que sabemos de melhor?

Não tem porque, o futebol ainda é nosso, só falta eles fazerem por merecer.


















Abaixo, matéria com Diego Forlan do Uruguay, que chegou quietinho e levou a Bola de Ouro da Adidas como o melhor jogador da Copa, não teve para Craques como Messi, Cristiano Ronaldo, Kaká, Rooney entre outros, parabéns Diego, que jogou muito e representou bem a América Latina na copa, esse cara joga Pacas e ainda por cima não paga marra alguma.

Matéria e fotos desse post by www.Fifa.com



Só faltava uma coisa para que Diego Forlán considerasse realmente inesquecível a Copa do Mundo da FIFA África do Sul 2010: levar um prêmio para casa. Seria a Chuteira de Ouro adidas para o artilheiro do torneio? Não, o camisa dez do Uruguai até ficou muito perto de conquistar esse título, mas acabou recebendo a Bola de Ouro adidas, prêmio que o reconhece como o melhor jogador da competição.

Forlán é o quarto sul-americano a obter esse reconhecimento, depois do argentino Diego Maradona (1986) e dos brasileiros Romário (1994) e Ronaldo (1998). Minutos depois de receber a notícia, Forlán conversou com exclusividade com o FIFA.com.




Como se sente por ter recebido a Bola de Ouro?

É tão impressionante quanto inesperado. Nunca na vida imaginei algo assim, nem nunca foi o meu objetivo. Imaginava talvez que, como atacante, pudesse disputar a Chuteira de Ouro, e realmente estive perto de conquistá-la. Isso teria sido mais normal. Mas a ganhar o prêmio de melhor jogador... Eu gostei e estou feliz da vida, mas para mim está claro que isso é fruto da campanha espetacular que a seleção realizou. É outro prêmio para o bom momento do futebol uruguaio.

Como soube que tinha sido escolhido?

É verdade que, por ter sido indicado, esperei para ver o que aconteceria, principalmente depois dos rumores sobre a minha possível eleição, mas ninguém dizia nada. Então recebi uma mensagem de um amigo de Buenos Aires: "Parabéns, você é o Bola de Ouro." Depois o meu empresário me ligou, e aí ficou confirmado. Comecei a receber outras ligações e, logo depois, todos os meus companheiros entraram no meu quarto. Quando me dei conta, já tinham me jogado na piscina do hotel!

E você dedicou o prêmio a eles!

Foi incrível como vieram todos me dar os parabéns no quarto. O fato de ter representado uma esperança para os meus companheiros e para muitas pessoas no Uruguai, e de ter devolvido essa confiança dentro de campo sem deixar de ser mais um no grupo, me faz muito bem. Também quero destacar a importância daqueles que jogaram pouco tempo ou que não jogaram, porque eles formam a base do grupo. Esse prêmio também é deles.

Não tem medo de ficar aturdido com tanto reconhecimento?

Já tive outras conquistas na carreira e sou muito grato por elas, mas as encaro com humildade. Tenho pais que me ensinaram os valores básicos e irmãos que me ajudam a seguir pelo caminho correto. Tudo é fruto do trabalho, e vou continuar trabalhando para melhorar.

Esse prêmio alivia o fato de não ter conseguido subir ao pódio?

Tanto o prêmio quanto os gols me deixam muito feliz, mas a verdade é que vou embora um pouco triste porque, ao ver a final, senti que estivemos realmente perto de disputá-la. Perder a semifinal foi um golpe duro, que demorei alguns dias para superar e que ainda não consegui digerir totalmente.

Não está ansioso para segurar o troféu?

Tive pouco tempo para falar disso, mas entendi que o receberei em Zurique. Confesso que gostaria de voltar para o Uruguai com ele. Seria lindo, sem dúvida, para decorar a festa com a qual estão nos esperando no país.

Se continuar acumulando prêmios, vai ficar sem lugar nas prateleiras...

Esse certamente vai ficar muito bem ao lado dos dois troféus de artilheiro do Campeonato Espanhol (risos). Vou encontrar um bom lugar para ele, disso estou certo.

Para terminar, foi justo a Espanha ser campeã?

Sem dúvida. Ela jogou o melhor futebol do torneio, conseguiu se recuperar rápido da derrota diante da Suíça e sempre foi protagonista. Aproveito para parabenizar os jogadores e a comissão técnica. Tomara que um dia cheguemos lá...



A FIFA estava em campanha contra o Racismo durante a copa e ninguém melhor do que Nelson Mandela, que sofreu o racismo na pele, para falar sobre o assunto:

"O esporte pode gerar esperança onde antes havia apenas o desespero. O esporte é mais poderoso que os governos na ruptura das barreiras raciais. Ele dá risada na cara de todos os tipos de discriminação. A Copa do Mundo da FIFA 2010 renovou o espírito de unidade na África do Sul e em todo o mundo para que as pessoas encontrem o seu sentimento humanitário comum." (Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul)








até a próxima......

3 comentários:

Viva La Brasa disse...

massa, binho!

Ricardo Cassin disse...

É isso ai. Brasileiro ta ficando com a conta recheada e esquecendo dos princípios que levaram ao status de melhor futebol do mundo. Vamos acordar seleção e jogar futebol!!!
Abraços Binho atee mais.

Joka disse...

2014 Vai ser uma zona só....kkkkkkkkkkkkk