domingo, 8 de novembro de 2009

Porra caralho!!!!! essa foi a frase que Mike Patton usou para descrever o show do Faith no More.

O show do Faith no More foi o melhor da minha vida, mas vamos por etapas até chegar a ele.
Quando cheguei na Chacára do Jockey, o Sepultura estava na primeira música, Derrick Green está bem confortável a frente do Sepultura, mandando muito bem, conduzindo a banda como um verdadeiro líder.
Andreas por sua vez tocou com muita vontade e levou a galera ao delírio com seus solos fulminantes, grande apresentação do Sepultura.

O Deftones entrou com fúria total no palco, o sol estava descascando, mas a banda parecia estar prestes a explodir de tanta energia, não dando a mínima pro calor na lata, ponto alto para a músicas Change e My own summer.
Em um determinado ponto do show o vocalista Chino Moreno mergulhou no crowd e cantou a música 7 Words inteira no meio da galera mostrando muita atitude e sangue nos olhos.

Janes por sua vez fez um show mediano. Sou muito fã do Janes Addiction, pelo menos fui nos anos 90, e ver a banda ao vivo era uma meta pra mim, o que vi foi um show à parte do batera, bons solos de Dave Navarro, que parecia não gostar de algo como sempre, e bons malabares do vocalista esquisitão Perry Farrell, que estava vestido a la Ney Matogrosso, os pontos altos foram as músicas Moutain Song e Three Days, e a belíssima Jane says.

Entre um show e outro, tinha 30 minutos de intervalo para descançar ou pelo menos tentar, pois a Evoke estava com um stand na area vip e de frente pro palco bombando. Presença de toda galera do movimento underground da música e da arte, caras como Speto, Marinho do Pavilhão 9, B Negão, Jun Matsui, Flip, Stephan Doit, Marina Dias, entre outros
O grupo De Polainas, encabeçado pela modelo Marina Dias, assumiu as pickups tocando sons de peso e colocando a galera pra dançar e delirar com uma excelente seleção de rock pesado, então não tinha como descançar sequer um minuto.

Quando finalmente o Faith No More entrou em cena, Mike Patton entrou no palco de guarda chuva devido a grande quantidade de água que caiu minutos antes do show, e insistia em cair no início do show. De cara a banda tocou Reunited, para mostrar o quanto é bom se reunir para tocar novamente. From Out of Nowhere enlouqueceu a galera, Caffeine, Land of Sunshine e Ricochet na seuquência incendiaram tudo. Mike falou algumas palavras em português com o público, a galera delirou, ele emendou a música Evidence, cantando ela praticamente toda em Portugues, surreal.
A banda foi atacando com músicas rápidas e pesadas, bizarras e normais, passando por lentas e melódicas como Easy, destacando os vocais de Mike, mostrando que nos dias de hoje, no microfone ele é o cara.
Quando estava bom demais eles mandaram a conhecida e pesada Epic, que fez o chão tremer, Ashes to Ashes, Midlife Crises, Just a Man, Last Couple of Sorrow e para finalizar Digging the Grave para fechar com chave de ouro.

Mike fez o impossível dentro do palco, cantou muito (por sinal sua voz continua brilhante e bem conservada), atuou, gesticulou, falou português, pirou geral quando foi parar frente a frente ao público e definiu a noite com a frase: PORRA CARALHO, francamente foi o melhor show que já assisti.


abaixo tem a sequencia das 3 primeiras músicas que o Faith no More fez no Maquinaria, da pra sentir o gostinho e bom pra relembrar também.




.......Musica intro Reunited, alta qualidade, escute com fones de ouvido por favor!



........From Out of Nowhere, em alta



.....Be Agressive em alta......



....Video Porra Caralho, gravado do telão, video media qualidade.....


........Mike em ação.........









.....Chino no meio da galera.....

.......Mais Chino e Deftones




Derrick Green e Andreas que virou até os olhos com energia do lugar......


......Andreas e seus solos tomados.......



.......Um salve ao Rei da guitarra no stand da revista Rolling Stones


.......Palco principal do Maquinaria.....




......Sepultura literalmente atacou o Maquinaria 2009


.....De Polainas em ação....




......Marina Dias.....

........se preparando com RedBull antes dos show......enquanto Biano já estava pra la de Bagdá.....



.....atacando os drinks no intervalo para encher o tanque. Kozake ao centro com sua língua do Kiss


.....Marinho, baixista do Pavilhao 9, Poisé , Dema e Solomão

........ RTMF in tha House, Pedrinho Barros ( de preto) em seu primeiro festival de rock......


..........bombando de todos os lados.....



........Minha cara não esconde que o festival estava bom demais....



...... Calma que ano que vem tem mais!!!!!!!!

obs: todas as fotos aqui nesse post foram captadas pela minha lenta amadora digital, mas funcional, os videos estão hospedados no site da UOL.

2 comentários:

Joka disse...

Irado,irado !!! Video e fotos black trunk... rs

eletrogroove disse...

Crazy